01 maio 2008

O poema e o créu



O que pode um poema contra uma foto de Andressa Soares, a mulher melancia, na capa da Playboy? Para os pouquíssimos que ainda não sabem, a garota é aquela que fez o maior sucesso no último carnaval, e depois dele, agitando os 121 centímetros de diâmetro de sua bunda na famigerada dança do créu. Ela já deu entrevista no Jô, já apareceu no Casseta & Planeta, tornando-se figura obrigatória em qualquer aglomerado de celebridades.
Numa demonstração cabal da importância cultural que a mulher melancia alcançou, a revista com o seu imenso glúteo na capa foi lançada na livraria Nobel, em um Shopping do Rio, com sessão de autógrafos da própria fotografada. A foto está aí, para não me deixar mentir.
Uma das minhas preocupações com a garotada da oficina de leitura que ajudo a tocar no Bairro de Mandacaru, em João Pessoa, é com o nível das letras de música que eles, principalmente elas, cantam nos intervalos entre as atividades. É pornografia no seu nível mais direto e grosseiro. Sem metáforas ou meias-palavras. Isto sem falar na coreografia que ilustra os temas das peças musicais.
Constatando que de nada adiantava a minha reprovação verbal a cada demonstração áudio-visual, resolvi pedir que as meninas trouxessem as letras das músicas, com a intenção de fazer um paralelo entre o seu conteúdo e alguns poemas eróticos de autores como Drummond ou Bandeira, ou gente mais nova, como Marta Medeiros, Márcia Maia ou Vitória Lima. Ainda não posso relatar o resultado da experiência, pois ela ficou programada para o próximo módulo. Prometo prestar contas assim que tiver algum resultado, seja ele qual for.
Mesmo que não consiga muita coisa, sei que o meu trabalho irá se somar ao de muitos outros viciados em esperança. É muito pouco o que pode fazer um punhado de agentes sociais bem intencionados contra o poder de fogo das grandes redes de comunicação de massa. A luta é desigual. O créu está ganhando. Mas o poema insiste, como um mosquito da dengue.

2 comentários:

ELIZABETH OLEGÁRIO disse...

MIRE!
ISSO,NO ALVO.
FFFFFFFFUU! PARECIA UMA FLECHA .
MEU DEUS !
É O POEMA QUE RESISTE E MOSTRA QUE TUDO PODE UMA VEZ ESCRITO OU PROFERIDO.
VVVVVVVVVVVVVVUU!
CUIDADO!
A DONA GLOBALIZAÇÃO ESTÁ SOLTA
SEGURE!
TAPE OS OUVIDOS.
PERDÃO,NÃO ADIANTA, O RÁDIO DO VIZINHO ESTÁ TOCANDO .
SOCORRO !
O PERIGO PARECE ESTAR MAIOR MAMÃE ESTÁ CANTANDO.
E AGORA?
MEU NOBRE POETA O AMOR EXISTE?
SE ELE EXISTE ESTÁ É A EXPLICAÇÃO, A CULTURA RESISTE E CLAMA POR SOCORRO NA A CORRINHA VIZINHA DA CASA AO LADO ELA JÁ TOMOU SUAS DOSES DE CHICO BUARQUE,UM MISTO DE DJAVAM E MILTON TAMBÉM FOI INGERIDO RELAX ELA PASSA BEM.
A MAIOR PREOCUPAÇÃO É A MAIORIA DA POPULAÇÃO BRASILEIRA QUE TEM VIVIDO AS MAIS VARIADAS CATRASTÓFES MUSICAIS UMA DAS PRIMEIRAS INFEÇÃO FOI O SEGURE O THAN,DEPOIS FOI DIAGNÓSTICADO A DANÇA DA GARRAFA ,RECENTEMENTE VIVEMOS O POCOTÓ E AGORA DEU A MULESTA O MAIS NOVA É O CRÉU PORÉM ENQUANTO EXISTE A ARTE ESTAREMOS SALVOS.
SEGUNDO O POETA PARAIBANO ANTONIO MARIANO EM UM DE SUAS BELAS POESIAS CHAMADA : DA ETENIDADE ELE DIZ ASSIM:
"O FUTURO TEM ASA, /REPETE O POETA ,/TIMIDAMENTE".E ENQUNTO EXISTIR O CLUBE DOS VICIADOS EM ESPERANÇA TAMBÉM CONHECIDOS COMO AMANTE DAS ARTES SEMPRE EXISTIRÁ ANTÍDOTO A VERDADE É QUE ELES JÁ EXISTEM PRECISAM APENAS SER DIFUNDIDO PARA A POPULAÇÃO SÓ ASSIM PODEREMOS TIRA AS ROLHAS DOS OUVIDOS E EXERCER PLENAMENTE O DIREITO DE IR E VIR SEM PRECISAR USAR ROLHAS.
E UM COISA É CERTA MEU NOBRE POETA AS BOAS E VERDADEIRAS MUSICAS JAMAIS SERÃO ESQUECIDAS.
QUANTO OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO O NEGÓCIO E RELAX,CATRASTROFES MUSICAIS ACONTECEM APENAS EXPORADICAMENTE E LOGO SÃO ESQUECIDAS MAIS O QUE É BOM SÃO COMO A FÊNIX.


ABRAÇO DE POESIA!
MUITA LUZ E PAZ !
PARABÉNS PELO BLOG .
LEMBRA DA CUNHATÃ?
RS!
QUARTA FEIRA NO PROJETO 6 E MEIA A CANTORA POTIGUAR KRISTAL ESTARÁ FAZENDO UM GRANDE SHOW EM JAMPA VALE APENA CONFERIR.

:D

Only feelings... disse...

Também acho um absurdo o que a mídia expõe aos jovens do nosso País. E ainda falam em tv aberta a todos,de que adianta esse tipo de inforamção?Imagine se todos fôssemos alienados com essas idéias de créu ou de qualquer outra moda musical que apareça...
Sites não teriam textos, só fotos e olhe lá...